Artigos Pedagógicos
  Avaliação Educacional
  Escola Digital
  Educação a Distância
  Educação Inclusiva
  Educação Infantil
  Estrutura do Ensino
  Filosofia da Educação
  Jovens e Adultos
  Pedagogia Empresarial
  Outros Assuntos
 História da Educação
 Linhas Pedagógicas
 Metodologia Científica
 Projetos/Planejamento
 Biografias
 Textos dos usuários

 Listar Todas
 Por Níveis
  Educação Infantil
  Ensino Fundamental I
  Ensino Fundamental II
 Por Disciplinas
  Matemática
  Língua Portuguesa
  Ciências
  Estudos Sociais
  Língua Inglesa
  Língua Espanhola

 Jogos On-line
 Desenhos para Colorir
 Contos e Poesias

 Glossário
 Laifis de Educação
 Estatuto da Criança
 Indicação de Livros
 Links Úteis
 Publique seu Artigo
 Fale Conosco

 
Busca Geral

 

  
Modelagem Matemática no Ensino Fundamental

Autor: Paulo Cezar Ribeiro Brandão; Rosangela Marques Valdez
Data: 23/04/2009

RESUMO

São crescentes as tentativas de encontrar soluções para as questões de ensino e aprendizagem da Matemática nos diferentes níveis de ensino. As investigações têm se desenvolvido por meio de diferentes tendências. Neste trabalho abordamos a Modelagem Matemática como uma alternativa pedagógica para o ensino de matemática. Neste ambiente o aluno tem oportunidade de experimentar, modelar, testar sua capacidade de organização, analisar situações e tomar decisões. Levando em consideração esta perspectiva para a modelagem matemática, desenvolvemos um trabalho de investigação com um grupo de alunos do ensino fundamental, em que será trabalhado o próprio espaço o qual eles dispõem, construindo assim uma maquete para a representação das formas geométricas do mesmo e a partir daí analisar se de fato a modelagem matemática é uma tendência adequada para esse grupo pesquisado.


ABSTRACT

They are growing attempts to find solutions to the issues of teaching and learning of mathematics in different levels of education. The investigations have been developed by different trends. In discussing the work Mathematical Modeling as an educational alternative to the teaching of mathematics. In this environment the student has an opportunity to experiment, modeling, testing their ability to organize, analyze situations and make decisions. Taking into account this prospect for the mathematical modeling, developed a work of research with a group of students from basic education, which will be worked on the very space which they have, building thus a model for the representation of geometric shapes and from the same then consider whether in fact the mathematical modeling is a trend appropriate for this group searched.

PALAVRAS-CHAVE: Modelagem Matemática, Ensino Fundamental, geometria.

KEYWORDS: Mathematical Modeling, primary education, geometry.


INTRODUÇÃO

Nos dias atuais, a escola juntamente com os professores tem procurado um meio, para que o aluno venha se tornar um cidadão crítico, com opinião  formada em relação à sociedade da qual ele faz parte. Em relação ao ensino da Matemática vemos que muitas vezes por falta de interação entre realidade e sala de aula o aluno não consegue desenvolver este espírito critico, afinal para isso ele precisa no mínimo ter noção do porque aprender determinados conteúdos e de que maneira ele pode relacionar com a sua realidade. Partindo desse ponto, acreditamos que a modelagem matemática pode vir a ajudar no desenvolvimento desse aluno. Segundo Granger (1969):

O modelo é uma imagem que se forma na mente, no momento em que o espírito racional busca compreender e expressar de forma intuitiva uma sensação, procurando relacioná-la com algo já conhecido, efetuando deduções. (Apud Biembengut, 2000, PG.11).

No uso dessa idéia, acreditamos que o aluno, como cidadão precisa compreender a Matemática do seu cotidiano para uma maior evolução num mundo tão competitivo em que vivemos.

Em face à dificuldade do desenvolvimento dos alunos em relação ao conteúdo de Matemática, resolvemos realizar esta pesquisa com Modelagem Matemática para verificar de que maneira o aluno relaciona a realidade por ele vivida, com a aplicabilidade da aprendizagem por ele adquirida, obtendo assim respostas em relação à necessidade do conhecimento para o seu cotidiano.

Para a realização desse trabalho, juntamente com os alunos do ensino fundamental, trabalhamos com aplicação da geometria no cotidiano, para que haja uma maior facilidade de compreensão em relação às figuras geométricas, perímetros, áreas e ângulos.

Além disso, tínhamos a pretensão de instigá-los e traze-los a compreensão de problemas, que para eles sejam difíceis de entender, mas que de fato estejam ligados ao cotidiano, vindo assim verificar esta construção. Na medida do possível possibilitar aos alunos a aplicar esses conhecimentos tornando um trabalho inverso, ou seja, não mais partindo do abstrato para o concreto, mais ao contrário, do concreto para o abstrato.

A nossa pesquisa tem caráter qualitativo, pois aborda a complexidade de trabalhar o cotidiano escolar com metodologias alternativas. Pois segundo Lüdke (1986): "para realizar uma pesquisa é preciso o confronto entre os dados, as evidências, as informações coletadas sobre determinado assunto e conhecimento teórico a respeito dele". 

  Próxima

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

 

Sobre Nós | Política de Privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2008-2014 Só Pedagogia. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Grupo Virtuous.