Artigos Pedagógicos
  Avaliação Educacional
  Escola Digital
  Educação a Distância
  Educação Inclusiva
  Educação Infantil
  Estrutura do Ensino
  Filosofia da Educação
  Jovens e Adultos
  Pedagogia Empresarial
  Outros Assuntos
 História da Educação
 Linhas Pedagógicas
 Metodologia Científica
 Projetos/Planejamento
 Biografias
 Textos dos usuários

 Listar Todas
 Por Níveis
  Educação Infantil
  Ensino Fundamental I
  Ensino Fundamental II
 Por Disciplinas
  Matemática
  Língua Portuguesa
  Ciências
  Estudos Sociais
  Língua Inglesa
  Língua Espanhola

 Jogos On-line
 Desenhos para Colorir
 Contos e Poesias

 Glossário
 Laifis de Educação
 Estatuto da Criança
 Indicação de Livros
 Links Úteis
 Publique seu Artigo
 Fale Conosco

 
Busca Geral

 

O Realismo na Educação

Autor: Uiley dos Reis Medeiro
Data: 12/01/2011

O homem é um ser de ultrapassagens. O ser humano em geral possui a capacidade da transcendência, como também na sua racionalidade desenvolve as várias dimensões que norteiam a existência humana. A vida pode ser comparada com um manancial onde a educação escolar se torna um mecanismo imprescindível na estruturação no decorrer da história de cada pessoa. Para aprofundarmos melhor nesse mar abissal pensemos em algumas questões pertinentes como: o que é educar, qual a função do educador, como é o universo de uma sala de aula - de onde vem a metodologia de ensino - quem é o aluno - sua família - seu mundo.


Principiamos nossa conversa a cerca do verbo educar que pode na sua gênese desmembrar em vários significados, mas, primordialmente a partir dos primeiros educadores como Sócrates, pode se afirmar categoricamente que educar e a arte de cuidar das pessoas sem escraviza-las. O educador não é o salvador da pátria possui a missão de conduzir, mostrar as setas, enfatizar os benefícios e malefícios do mundo. 

Reforçar a grandeza do ser humano e a sua capacidade de superação. É preciso desmistificar a função do professor educador como salvador de tudo e de todos, ele é individuo como os outros, com a missão de educar.

Bem, se o professor educador é um ser pensante inserido no processo educacional, quem é o aluno e como se forma uma sala de aula - observando a continentalidade do Brasil e a diversidade que o próprio contexto social econômico religioso étnico, constrói uma complexidade dentro da sala de aula. São alunos que representam o paradoxo da vida em todos os sentidos, pobres e ricos; esforçados e não esforçados; centro de periferias; pessoas com deficiência e sem deficiência. Este e o mundo dos alunos que o professor precisa conhecer e reconhecer.

Outro fator importantíssimo é a gama de métodos projetos e tendência afinal como se encontra o educador dentro desta realidade. Por sua vez quem está com as ferramentas do ensino precisa ter coragem, dinamismo, domínio e sensibilidade, pois tão somente aderir às metodologias pode causar um retrocesso, não basta absorver o conhecimento na Universidade é preciso ter perspicácia para aplicá-lo.

 

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

 

Sobre Nós | Política de Privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2008-2014 Só Pedagogia. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Grupo Virtuous.