Artigos Pedagógicos
  Avaliação Educacional
  Escola Digital
  Educação a Distância
  Educação Inclusiva
  Educação Infantil
  Estrutura do Ensino
  Filosofia da Educação
  Jovens e Adultos
  Pedagogia Empresarial
  Outros Assuntos
 História da Educação
 Linhas Pedagógicas
 Metodologia Científica
 Projetos/Planejamento
 Biografias
 Textos dos usuários

 Listar Todas
 Por Níveis
  Educação Infantil
  Ensino Fundamental I
  Ensino Fundamental II
 Por Disciplinas
  Matemática
  Língua Portuguesa
  Ciências
  Estudos Sociais
  Língua Inglesa
  Língua Espanhola

 Jogos On-line
 Desenhos para Colorir
 Contos e Poesias

 Glossário
 Laifis de Educação
 Estatuto da Criança
 Indicação de Livros
 Links Úteis
 Publique seu Artigo
 Fale Conosco

 
Busca Geral

 

  
A Importância da Educação Infantil na Formação do Cidadão Crítico/Reflexivo

Autor: Isabelly Goulart
Data: 29/06/2010

Resumo:

A Importância da Educação Infantil na Formação do Cidadão Crítico/Reflexivo é um assunto que deve ser afirmado frente aos profissionais da Educação, observando a diferença, no 1º ano do Ensino fundamental, entre os alunos que cursaram e não cursaram a Educação Infantil; e esclarecendo de que maneira essa etapa da educação pode contribuir na formação cognitiva e social do homem. Essa etapa educacional apresenta elevado valor, uma vez que durante esse período da vida é formada a personalidade da criança, determinando fatores que influenciarão no adulto em que se tornará. Contudo, ainda não há considerável conhecimento e valorização dessa etapa de ensino; tornando-se necessária a divulgação de seus benefícios e sua significativa colaboração na melhoria da qualidade de vida.

Foram utilizadas para a realização desse trabalho: pesquisa bibliográfica e pesquisa de campo, onde os resultados obtidos enfatizaram a importância dessa primeira etapa de ensino, uma vez que os entrevistados que cursaram a Educação Infantil, apresentaram maior segurança social e cognitiva.

As primeiras experiências são as que marcam mais profundamente a pessoa, e quando positivas, tendem a reforçar, ao longo da vida, as atitudes de autoconfiança, de cooperação, solidariedade, responsabilidade.

A Educação Infantil é algo mágico, único e essencial na vida do homem; que "canta e encanta" a quem a ela tem acesso; sendo rico e engrandecedor acompanhar o desenvolvimento desses pequenos seres durante essa etapa de suas vidas. É incrível a percepção da capacidade de aprendizado das crianças, sua receptividade, carinho e pureza, e o que uma educação de qualidade e devidamente adequada ao desenvolvimento cognitivo, motor, social e emocional, vivenciado por elas, pode fazer em suas histórias.

Para Antunes (2006) se a ciência mostra que o período que vai da gestação até o sexto ano de vida é o mais importante na organização das bases para as competências e habilidades desenvolvidas ao longo da existência humana, prova-se que a etapa educacional referente a essa faixa etária é imprescindível para o seu desenvolvimento. Todavia, surge à seguinte reflexão: a Educação Infantil pode realmente contribuir na formação de um cidadão crítico e reflexivo, cognitiva e socialmente?

Com intuito de responder a problematização acima, propõe-se como objetivo geral afirmar a importância da Educação Infantil para a formação crítica e reflexiva do cidadão frente à formação dos profissionais da área educacional. Os objetivos específicos que se ramificam da proposta inicial, apresentam-se com a finalidade de comparar e identificar as diferenças nos obstáculos sociais e educacionais, enfrentados pelas pessoas que não cursaram a Educação Infantil e entram direto na primeira fase do Ensino Fundamental; identificar de que maneira a Educação Infantil pode contribuir na formação do cidadão crítico/reflexivo.

O presente artigo é parte integrante de pesquisa da Faculdade Fortium do Distrito Federal, defendida no ano de 2009, como requisito final para obtenção do grau de Licenciamento em Pedagogia.

As técnicas utilizadas na pesquisa foram questionário e entrevistas diretas com professoras do 1º ano do Ensino Fundamental comprovou-se que a Educação Infantil é de extraordinário valor no desenvolvimento humano. Os entrevistados que encontraram dificuldades de adaptação, cognitivas, sociais ou emocionais, ou que ainda apresentaram receio ao ingressar no Ensino Fundamental, são aqueles que não cursaram a Educação Infantil e não obtiveram contato algum com esse nível de ensino durante a primeira infância. Os questionários foram aplicados a quarenta (40) adultos em idade entre 20 e 30 anos, cidadãos comuns atuantes da sociedade, através do trabalho e relações sociais que estabelecem, com o grau mínino de instrução de Ensino Médio, moradores de Brasília/DF.

Das 40 (quarenta) pessoas que responderam o questionário, 12 (doze) não cursaram, 6 (seis) cursaram incompleta e 22 (vinte e dois) cursaram por completo a EI. Parte dessas pessoas apresentou dúvidas referentes à qual etapa do ensino se referia a Educação Infantil; e outros, ainda demonstraram não aplicar valor ou importância a esse nível educacional.

Por sua vez, os entrevistados que cursaram a Educação Infantil afirmaram descobrir aprendizados e relações significativas, como: descoberta da leitura e da escrita, cores, números, brincadeiras, histórias, músicas, boas maneiras, hábitos de higiene e relações sociais com professores e colegas.

É preciso destacar algumas dessas experiências proporcionadas pela Educação Infantil, que concretizam seu trabalho e que interferem positiva e significativamente no desenvolvimento humano e na formação do cidadão crítico /reflexivo, devido às conseqüentes transformações que partem dessas pequenas ações:

  Próxima

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

 

Sobre Nós | Política de Privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2008-2014 Só Pedagogia. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Grupo Virtuous.