Você está em Artigos

A Interação através da Linguagem

Autor: Júnior de Arruda
Data: 10/11/2015

Resumo
 

Hoje em dia, costuma-se levantar três possibilidades de explicação da linguagem. Numa primeira concepção, a linguagem é vista como a expressão do pensamento, ou seja, pensar bem seria o equivalente a falar bem (conforme as normas gramaticais). Numa segunda concepção, a linguagem seria um instrumento de comunicação, cujo objetivo seria transmitir uma mensagem ou informação a ser decodificada por outra pessoa. Por fim, há a concepção de linguagem como forma ou processo de interação. No contexto dessa teoria, o indivíduo se utiliza da linguagem para interagir, isto é, para dialogar, trocar ideias, mobilizar, discutir, transformar, agir, atuar sobre o outro. O presente artigo defende esta última concepção.

Palavras-chave: linguagem; interação; conhecimento; educação.

A linguagem é, antes de tudo, social. Portanto, sua função inicial é a comunicação, expressão e compreensão. É por meio das relações sociais que o ser humano aprende e ensina, constrói e desconstrói conhecimento. A constante interação entre o sujeito e o mundo exterior é o processo pelo qual se dá o desenvolvimento intelectual humano (PIAGET, 1978, p. 59). Assim sendo, a concepção de linguagem mais aceita atualmente compreende a língua como uma atividade coletiva, realizadora de ações através da interação social e cognitiva.

A verdadeira substância da linguagem não é constituída por um sistema abstrato de formas linguísticas, nem pela enunciação monológica isolada, nem pelo ato psicofisiológico de sua produção, mas pelo fenômeno social da interação verbal, realizada pela enunciação ou pelas enunciações. A interação constitui, assim, a realidade fundamental da linguagem. (BAKHTIN, 1986, p. 123)
 
De acordo com o dicionário Michaelis, o termo linguagem possui as seguintes definições: "faculdade de expressão audível e articulada do homem; conjunto de sinais falados, escritos ou gesticulados de que se serve o homem para exprimir suas ideias e sentimentos; sons dos animais." (MICHAELIS, 2009).

Pelas acepções do dicionário, ressalta-se principalmente a ideia de expressão da língua. A capacidade humana de exprimir ideias e sentimentos implica em uma necessidade de se fazer ouvir, expressar e entender. A comunicação se dá a partir do momento em que há troca, correspondência, ação recíproca de dois ou mais corpos, ou seja, quando há interação.

Durante séculos, a linguagem foi considerada um instrumento passivo de comunicação, que permitia ao ser humano apenas descrever o que percebia, sentia ou pensava. Hoje se reconhece que, ao falar, o indivíduo não só descreve o que observa, mas atua no mundo e faz com que certas coisas aconteçam. Por meio da linguagem, ele também pode modificar suas relações com os demais e desenvolver sua própria identidade. (KOCH, 2003, p. 123)

  Próxima
Como referenciar: "A Interação através da Linguagem" em Só Pedagogia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2019. Consultado em 13/12/2019 às 00:52. Disponível na Internet em http://www.pedagogia.com.br/artigos/a_interacao/