Você está em Artigos

Estimulando as Inteligências Múltiplas

Autor: Fernanda Quaresma da Silva
Data: 28/12/2011

Resumo:

O presente artigo apresenta uma reflexão sobre as Inteligências Múltiplas (IM), o uso do computador para desenvolver as IM e o papel do educador no processo ensino-aprendizagem permeado pelas tecnologias. Pretende-se demonstrar o quanto o computador pode contribuir no espaço escolar e ainda desenvolver habilidades diversas nos aprendizes. Este relata as oito IM definidas pelo psicólogo Howard Gardner e suas características. Apresenta reflexões em torno do uso do computador e suas possibilidades no ensino fundamental.

Introdução

(...)"Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua produção ou a sua construção[...] Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender."(FREIRE, 1996)

Por muitos anos se estudou a Inteligência por meio dos testes de QI (Quociente de Inteligência) embasados até então somente na lógica matemática.  O sujeito não era instigado a buscar novas informações, e sim recebê-las de forma passiva e condicionada, não havendo nenhum significado com o novo conhecimento e nem troca de saberes entre os educandos e os educadores.

A partir dessas dificuldades, psicólogos e pedagogos voltaram as suas atenções para uma forma estratégica de aquisição do conhecimento, na qual comprovaram a possibilidade de um aprendizado mais significativo e amplo, fundamentado em habilidades/capacidades dos sujeitos. O psicólogo Howard Gardner (1987) apresentou então a Teoria das Inteligências Múltiplas (IM), onde afirmou que o sujeito possui não apenas uma inteligência, mas oito. Estas são: Inteligência Lingüística; Inteligência Lógico-matemática; Inteligência Espacial; Inteligência Corporal-Cinestésica; Inteligência Musical; Inteligência Interpessoal; Inteligência Intrapessoal e Inteligência Naturalista. Estas inteligências estão detalhadas no tópico 2 deste artigo. Pensando nessa afirmação a proposta deste trabalho é apresentar a definição das IM; uma reflexão do uso do computador na educação; o papel do educador como mediador no uso do computador na educação.

Inteligências Múltiplas

Segundo o dicionário Mini Aurélio (2000), Inteligência é:

1 - Faculdade ou capacidade de aprender, apreender, compreender ou adaptar-se facilmente; intelecto, intelectualidade. 2 - Destreza mental; agudeza, perspicácia. 3 - pessoa inteligente. *Inteligência Artificial. Inform. Ramo da ciência da computação dedicado a desenvolver equivalentes computacionais de processos peculiares à cognição humana, como, p.ex., a produção de inferências lógicas, ou aprendizado, a compreensão de linguagem natural e reconhecimento de padrões.

Celso Antunes (2005) define inteligência como:

Não existe a única inteligência, existe isso sim um conjunto de formas de manifestação a que se dá nome de Inteligências Múltiplas. Portanto, inteligência é a faculdade de entender, compreender, conhecer, inteligência também é juízo, discernimento, capacidade de se adaptar, de conviver, constituem um potencial biopsicológico (...) é uma capacidade para resolver problemas, mas serve também para criar ideias ou produtos considerados válidos, as criaturas humanas possuem um nível elevado de inteligência e por isso são criativas, revelam capacidade de compreender e de inventar, e ao acolher uma informação, atribuir-lhe significado e produzir respostas pertinentes.

  Próxima
Como referenciar: "Estimulando as Inteligências Múltiplas " em Só Pedagogia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2021. Consultado em 24/07/2021 às 20:45. Disponível na Internet em http://www.pedagogia.com.br/artigos/inteligenciamultipla/

Divirta-se com o LOBIS HOMEM

O SONHO DE SER CANTOR

SOFRENDO COM A LÍNGUA PORTUGUESA