Você está em Material de apoio > Textos

Planejamento: elemento fundamental no processo de ensino-aprendizagem

Autor: Andreia Bianchin
Data: 09/09/2014

A escola tem um papel muito importante no desenvolvimento e na formação do homem, e um aliado insubstituível é o planejamento educacional, que possibilita a ela uma organização metodológica do conteúdo a ser desenvolvido em sala de aula, baseado no conhecimento e na realidade das crianças, que são as principais interessadas e beneficiadas com o possível sucesso desse projeto, visando à integração do homem com a sociedade.

Planejar é organizar e articular práticas de ensino que possibilitem prever as atividades desenvolvidas em sala de aula, não somente pelos professores, mas por todos os profissionais que constituem a escola. É responsabilidade de todos estar preparados para imprevistos no que diz respeito ao planejamento, pois nem sempre acontece da forma e com os resultados esperados. Planejar não é somente promover a aprendizagem dos conteúdos, mas também pensar nos métodos que tornem possível a aplicação dos conhecimentos.

Por isso é muito importante o professor planejar - nos mínimos detalhes - suas aulas, para poder estar sempre no controle da situação, transmitindo segurança no que diz e no que faz. Porém, é necessário salientar que o planejamento não é um método infalível, mas que está aberto a mudanças e, por consequência, a evoluções. Planejar torna muito mais fácil a compreensão dos conteúdos, principalmente quando se levar em conta a realidade e o contexto social em que os alunos estão inseridos, podendo suprir as necessidades da comunidade e dos alunos.

Toda a comunidade escolar necessita integrar-se visando resultados positivos no ensino- aprendizagem do aluno. Um aliado importante nessa integração é o planejamento, pois é através dele que prevemos ações docentes voltadas para problemática social, econômica, política e cultural que envolve toda a escola e, por consequência dessa integração, conseguimos alcançar resultados positivos quanto à educação [...]

Para que o planejamento realizado pelo professor atinja as ações docentes necessárias e promova a aprendizagem dos alunos é imprescindível que se observe alguns elementos essenciais. O professor precisa ser coerente, organizando as atividades de acordo com cada faixa etária e tendo sempre um objetivo, uma pretensão a ser alcançada com a realização dessa atividade. Não deve deixá-la dispersa dentre outras atividades que fujam desse objetivo traçado. Também é preciso organizar atividades que ocupem as crianças a aula inteira, respeitando o tempo de cada uma para realizá-las.

O professor precisa planejar, pensando que possam surgir alterações no decorrer da aula, como dificuldades de entendimento ou levar mais tempo do que o previsto para a realização das tarefas. Em caso de realizar tarefas ao ar livre ou durante passeios, lembrar que o clima e o tempo podem não colaborar, adiando a tarefa. Por isso, é importante fazer um planejamento reserva e não ser pego de surpresa. Deve-se  também ser objetivo, deixando as crianças seguras e convictas do que estão fazendo.

O planejar requer cuidados em todos os momentos do planejamento: antes do desenvolvimento, no colocar em prática o previsto, no aparecimento de mudanças e no avaliar depois da concretização dos objetivos (ou não). Isso auxilia o professor a manter o que fez os objetivos serem alcançados e a inovar naquilo que deixou a desejar em sala de aula. Por isso é tão importante para o professor o ato de preparar a aula, pois lhe traz segurança, domínio, enriquecendo e acumulando experiências em todas as suas vivências relacionadas ao ensino. Também lhe traz momentos de reflexão e autoavaliação. Será que estou realizando um bom trabalho como mediador do conhecimento? O que está bom e o que preciso melhorar?

O professor precisa planejar com consciência de que planejar não é a solução para todos os problemas que surgirão na sala de aula, pois cada aula traz uma realidade diferente, e junto com ela problemas e soluções diferentes. Mas o fato de ocorrerem alterações no andamento da aula não pode torná-lo sempre flexível, pois dessa forma acaba perdendo a credibilidade diante os alunos, bem como a da escola. Por isso, o professor sempre precisa de uma explicação lógica que justifique tais mudanças.

Na frase "... planejar é reunir atividades..." o autor quer dizer que planejar uma aula é encontrar diferentes formas de preparar atividades, sendo elas dinâmicas, criativas, usando as tecnologias e recursos disponíveis, sempre com um objetivo a ser alcançado, fazendo o professor refletir e buscar novos conhecimentos. Planejar seguindo os projetos e planos de aula da escola, dando seu toque final com brincadeiras, jogos, música, teatro, passeios, fantoches, com o intuito das crianças aprenderem de maneira divertida, brincando, de acordo com as necessidades e a realidade da sua turma.

Para finalizar, Emília Ferreira nos diz "(...) Por trás da mão que pega o lápis, dos olhos que olham, dos ouvidos que escutam, há uma criança que pensa". A criança sente quando o professor está inseguro e despreparado diante das situações adversas, por isso é tão importante o planejamento no processo de ensino-aprendizagem.



Referênciais


O PLANEJAMENTO NO CONTEXTO ESCOLAR, disponível em: http://www.discursividade.cepad.net.br/EDICOES/04/Arquivos04/05.pdf

ESPAÇO EDUCAR, disponível em:
http://espacoeducar-liza.blogspot.com/2012/08/frases-e-citacoes-de-emilia-ferreiro.html&h

Voltar para seção de textos

Como referenciar: "Planejamento: elemento fundamental no processo de ensino-aprendizagem" em Só Pedagogia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2019. Consultado em 19/04/2019 às 17:34. Disponível na Internet em http://www.pedagogia.com.br/textos/index.php?id=47