Você está em Material de apoio > Textos

O desafio do vestibular: as principais dicas para a preparação dos estudantes

Autor: Alcione Bueno
Data: 09/11/2022

Conquistar uma vaga em uma das principais universidades do Brasil é um objetivo almejado por muitos jovens estudantes. No entanto, passar pelo desafio do vestibular não é uma tarefa simples. Para que este sonho se realize, é necessária uma preparação intensa e focada ao longo de todo o ano. E agora que estamos próximos do período no qual acontece uma série de provas para acesso à educação superior, a expectativa e a ansiedade para os exames aumentam.

Embora o conhecimento científico e acadêmico sejam fundamentais para os bons resultados no vestibular, outros processos também auxiliam neste momento. Além da bagagem teórica, o estudante precisa desenvolver habilidades que exercitem a paciência, organização, gestão de tempo, empatia, como lidar com sentimentos e o discernimento ao analisar qual é a universidade ideal para o seu perfil.

Neste contexto, as instituições e os profissionais de ensino desempenham papel crucial para não somente apoiar a construção de um repertório intelectual sólido, mas, também, auxiliar o estudante no convívio social, compreensão de realidade e moldar experiências de aprendizagem eficazes.

Desta forma, as escolas ainda podem apresentar as diversas opções de cursos e universidades públicas e privadas disponíveis no mercado, para que, assim, os jovens possam fazer a escolha mais assertiva de acordo com seus planos.

Dicas para fazer uma boa prova e passar no vestibular

A preparação prévia é a chave para a execução de uma prova com calma e que atinja as expectativas pretendidas, principalmente em exames em que a concorrência tende a ser maior, como no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), que na edição de 2022, recebeu 3.396.632 inscrições, considerando as duas versões, impressa e digital, conforme apontam dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).  

Neste sentido, uma das dicas para ajudar neste processo é encontrar um lugar calmo e silencioso para estudar. Este espaço pode ser uma biblioteca, cafeteria, um quarto, ou até mesmo, um local ao ar livre. O importante é que seja um espaço reservado que ajude na concentração e a evitar possíveis distrações.

Além disso, contar com um cronograma de estudos bem estruturado é primordial para melhor absorção dos conteúdos. Neste contexto, é importante elaborar resumos, fazer exercícios por componentes curriculares e realizar simulados, tanto os que o colégio propõe, como as provas de anos anteriores das universidades e do ENEM, quanto os editais dos vestibulares pretendidos. Essas ações podem ajudar no planejamento de estudos, porém é importante que seja incluída nesta rotina, pausas periódicas, a fim de evitar maior desgaste físico e emocional.

Na véspera da prova, o cuidado da mente e do corpo deve também ser priorizado. Optar por uma alimentação mais leve, fazer atividades prazerosas e relaxantes, exercitar-se e ter uma boa noite de sono ajudam a diminuir a tensão antes do teste. É importante conferir ainda como chegar ao local de aplicação da prova para evitar imprevistos e também organizar o material necessário, como documento de identificação com foto, canetas, endereço do local de aplicação da prova e cartão de confirmação.

No dia do vestibular, toda a atenção é preciosa. Neste momento, é recomendável sair de casa com antecedência. Ao entrar na sala de aula, com o caderno de provas e o gabarito em mãos, é recomendável conferir se todos os dados pessoais estão corretos. Caso haja um erro ou alguma dúvida, a comunicação com o fiscal deve ser imediata.

Depois, é hora de manter a calma para que ansiedade não atrapalhe no entendimento e resolução das questões. Iniciar pelas mais fáceis pode ajudar, pois, a maioria das correções é feita por meio da Teoria da Resposta ao Item (TRI), que avalia as questões por diferentes níveis de dificuldade, desta forma cada acerto equivale a alguns pontos a mais na nota e tem um peso diferente, ou seja, além de acertar é preciso evitar erros nas questões mais fáceis para acumular mais pontos. Em alguns casos, começar pela redação também pode ser uma boa alternativa, visto que, ao final do exame, a mente pode estar cansada e a criatividade reduzida.

O papel das escolas na formação profissional e social

O ambiente acadêmico, sobretudo no período do ensino médio, é um espaço para que o estudante possa descobrir e refletir sobre a escolha da sua profissão e os impactos desta decisão. Neste sentido, os professores, através do contato próximo com os estudantes, podem ajudar a identificar suas habilidades. Em paralelo, a participação em feiras de profissões e visitas em universidades também são excelentes oportunidades para conhecer detalhadamente diferentes cursos e áreas, ter contato com profissionais atuantes no mercado de trabalho e também esclarecer dúvidas.

Em especial no processo do vestibular, cabe às instituições de ensino, com o apoio da tecnologia, potencializarem o plano de ensino, fornecendo feedbacks constantes e tornando as aulas mais dinâmicas. Além disso, é papel dos educadores preparar os jovens para fazerem provas, analisarem perguntas, preenchimento do gabarito e, até mesmo, apresentarem formas para reduzir a ansiedade.

Diante deste cenário, mais do que capacitar intelectualmente o vestibulando para as provas, é extremamente necessário estar atento à saúde mental dos estudantes. Por conta disso, incentivar e fornecer atividades de relaxamento com técnicas de diminuição da ansiedade e controle emocional e oferecer dicas de como cuidar da saúde física e mental sem desconcentrar dos estudos torna-se essencial.

Juntamente com o colégio, o suporte da família é essencial neste momento. É importante que haja estímulo com relação aos estudos, mas, principalmente, que haja apoio e confiança nas escolhas de cursos e cronograma de estudos, para que, assim, o estudante não se sinta pressionado e tenha bom desempenho. Assim, passar no vestibular é um desafio que exige muita concentração, organização e foco. No entanto, com educação de qualidade, preparação e apoio dos amigos e familiares, é possível alcançar boas notas e entrar nas melhores faculdades do país.

Neste importante passo na formação do jovem, mais do que prepará-lo para a realização das provas, o colégio deve ser um espaço de acolhimento, incentivo, construção da espiritualidade e de desenvolvimento socioemocional. Por meio destas iniciativas o estudante consegue exercitar cada vez mais sua autoconfiança, além de sentir-se seguro ao enfrentar os desafios do mercado de trabalho e do acesso às universidades.

Voltar para seção de textos

Como referenciar: "O desafio do vestibular: as principais dicas para a preparação dos estudantes" em Só Pedagogia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2024. Consultado em 25/05/2024 às 10:27. Disponível na Internet em http://www.pedagogia.com.br/textos/index.php?id=80